Polícia encontra armas e munições na casa de colinense suspeito de homicídio em Taquaral 


Armamento encontrado na casa do suspeito de homicídio.
 
Um colinense de 21 anos é suspeito de ser o autor de homicídio praticado na madrugada do último dia 6, por volta da 1h20, em Taquaral, durante a realização de um campeonato de som automotivo que resultou na morte do jovem Caíque Henrique Simão, 18 anos, que era primo do organizador da festa que estava na suaedição.
Segundo as investigações da polícia, o colinense teria ficado ofendido quando alguns participantes da boate automotiva teriam mexido com a sua namorada, também de Colina. Ele então foi até o carro, pegou o revólver e atirou na direção de Caíque, que foi atingido no coração e acabou morrendo no local. Os disparos também atingiram Bruno Augusto da Silva, 18, no ombro e Renan Henrique Francisco, 21, que levou um tiro no braço e mais dois de raspão. Samuel Augusto de Souza, 21, foi baleado no peito e ainda continuava internado no Centro de Terapia Intensiva do hospital de Bebedouro, para onde todos os feridos, que são amigos, foram levados e ficaram internados. Após efetuar os disparos o colinense fugiuAlém da namorada ele também estaria acompanhado por mais quatro jovenstodos de Colina.
Após as investigações da polícia, que usou as imagens de câmeras próximas ao local da festa, a Justiça de Pitangueiras expediu dois mandados, de prisão preventiva e busca domiciliar e os encaminhou a Colina. A partir daí a Polícia Militar montou uma mega operação para prender o suspeito do crime. A ação, coordenada pelo subcomandante Ubiali e  com o comando do sargento Eder, contou com os policiais do Grupamento colinense, apoio do Canil de Barretos, Polícia Ambiental e agente da Polícia Civil. 
Os policiais chegaram à residência do suspeito, que fica na Rua 7 da Cohab 3, no último sábado, 19, às 6h33. Após várias solicitações, sem resposta, para os moradores abrirem a porta foi necessária a abertura forçada. Dentro da casa estavam o suspeito do homicídio que dormia com a namorada. Os policiais iniciaram as buscas e encontraram várias armas e munições de diversos calibres, inclusive de uso restrito. Entre as armas apreendidas estão 3 garruchas 32, revólver 22, duas escopetas, espingarda, 2 simulacros de espingarda, carregador de pistola 380 vazio e sem número, cabo de pistola,  espada, capacete da PM, canivete, celular e um boné que o suspeito estaria usando na noite do crime. Também foram encontradas 86 munições de calibres 380,  762, 44, 22 e um projétil calibre 32, algumas estavam intactas e  outras deflagradas. 
No boletim de ocorrência o suspeito negou a autoria do homicídio que, segundo ele, teria sido praticado por alguns rapazes de Jaboticabal. Sobre as armas e munições encontradas na residência ele disse pertencerem à mãe, que é colecionadora. A Polícia Ambiental fez a apreensão de uma patativa, pássaro ameaçado de extinção e também constatou a existência de um jaboti. 
O delegado Targino Osório da DIG de Sertãozinho, está comandando as investigações que apontam que o homicídio teria sido cometido com um revólver calibre 38, que ainda não foi localizado. “O celular do suspeito, apreendido na operação, contém uma mensagem de texto que diz que em caso de prisão era para ele negar o crime e não entregar a arma”, relatou o delegado. 
Os policiais colinenses Alcebíades, Evangelista, Pangardi e Wagner participaram da ação que resultou na prisão do suspeito, que foi levado à cadeia de Severínia. 
O jovem assassinado completaria 19 anos dois dias após a sua morte brutal. O crime causou comoção geral em Taquaral. Aparecido Machado, tio de Caíque, disse que a família está revoltada e quer justiça. “A mãe, que é pobre, gastou tudo que tinha para dar um estudo para ele. Agora acontece uma coisa dessas. Eu só queria ficar frente à frente com o assassino e perguntar: por que é que você fez isso?” 
 

 

Caíque Simão foi assassinado dois dias antes de completar 19 anos.

Patativa, pássaro ameaçado de extinção, apreendido na operação.
 

Anúncio:


Postado em 26/07/2014
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:21.816
Ontem:16.825
Total:38.641
Recorde:21.816
Em - 21/04/19